- Opinião

Vitória de um tempo – A atual fórmula de Gauchão tem que ter fim!

Neste domingo ensolarado fui assistir ao jogo na Geral. Estava empolgado com o fato de, finalmente, conseguir acompanhar uma partida inteira do tricolor. Sem aulas ou outros contratempos. E ainda tratava-se de um tento contra o campeão do primeiro turno, o Caxias eliminou o Grêmio, seria uma possível revanche? Tínhamos importantes desfalques e a torcida seria fundamental… Que nada! Três gols e nenhum esboço de reação do fraco adversário foi o que se viu na primeira etapa.

Assim, perguntei ao meu amigo Bruno Porto se ele não queria dirigir-se até a sombra das bancadas, a fim de assistir o segundo tempo mais sossegado. O sol estava quente. Sem pestanejar ele aceitou. Nesse percurso me passou pela cabeça o que estariam conversando os jogadores do Caxias e do Grêmio no intervalo. “Vamos pra casa? Se sairmos agora vai dar para assistir o início do Fantástico”. Os jogadores do Grêmio levaram a sério a proposta e não voltaram para o restante do jogo. A equipe grená até se empenhou e marcou um gol. Mas ainda acho que ganhariam mais se tivessem na companhia do Zeca Camargo.

Enquanto isso, os adversários do eixo Rio-São Paulo seguem fazendo jogos fortes e se preparando adequadamente para as competições ao longo do ano. Não é a toa que desde o início da Era do Brasileirão de pontos corridos, o Cruzeiro de Minas foi o único clube que conseguiu quebrar a soberania de paulistas e cariocas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.