Site icon Conexão Grenal

Retrospectiva 2012 – Grêmio: O começo de uma nova era.

Foto: Lucas Uebel

Em janeiro o Grêmio se preparava para iniciar os trabalhos do gauchão com Caio Júnior no comando técnico. Com ele chegaram jogadores como Kleber, Marcelo Moreno, Léo Gago, Bertoglio, Souza e Marco Antônio. Porém o clube não conseguiu encaixar e o treinador, que não agradava a torcida, acabou demitido e substituído por Vanderlei Luxemburgo, antigo sonho do então presidente Paulo Odone. Luxemburgo chega mas não consegue conquistar o campeonato estadual, vencido pelo Inter. O clube da Azenha acaba em terceiro lugar.

Equipe chegou em quarto lugar na copa do Brasil. Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

Na disputa pela Copa do Brasil o Grêmio conseguiu empolgar e só caiu na semifinais ao ser surpreendido pelo Palmeiras no Olímpico quando perdeu por 2 a 0 com os dois gols saindo no final da partida. O tricolor venceu na primeira fase o River Plate – SE pelo placar agregado de 6 a 3. Na segunda fase a equipe gaúcha passou pelo Ipatinga – MG por 4 a 0. Nas oitavas de final a vítima do time comandado por Luxemburgo foi o Fortaleza, outra vitória por 4 a 0 no placar agregado. Com a empolgação conseguida pelos placares positivos o Grêmio brigava por uma vaga na semifinal com o Bahia. Mais dois placares positivos somando 4 a 1 no geral e credenciando o tricolor como favorito para o confronto contra o Palmeiras pela semifinal.

No primeiro jogo, em Porto Alegre, o Grêmio dominou a partida, mas foi surpreendido por um contra-ataque mortal do Palmeiras no finalzinho do jogo. O placar da primeira partida foi 2 a 0, o que obrigou os gaúchos a irem para cima dos paulistas em Barueri. Lá o tricolor foi mais uma vez superior ao time treinado por Felipão, porém o empate em 1 a 1 com direito a pênalti duvidoso marcado a favor dos donos da casa colaborou para a eliminação gremista da competição.

Zé Roberto acrescentou qualidade ao meio campo. Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

No meio da temporada o Grêmio ganhou reforços importantes como a chegada de Elano, Zé Roberto e Pará, além de Fábio Aurélio que acabou se lesionando um dia antes da estreia e só virá a jogar agora em 2013. Com a vinda dos meio campistas o tricolor conseguiu fazer uma campanha de campeão nacional, só não levou o título devido o bom momento de Fluminense (Campeão) e do Atlético-MG (segundo lugar). Os gaúchos brigaram até a última rodada para ficar com o vice campeonato e a vaga direta para a Libertadores, o objetivo de Luxemburgo ao ser contratado, porém o empate no último jogo do estádio Olímpico frustrou os tricolores.

Ainda no segundo semestre, paralelo com a disputa do campeonato brasileiro, o Grêmio tinha pela frente os jogos da copa sul-americana, competição em que o imortal nunca tinha passado da fase nacional. O primeiro adversário foi o Coritiba, eliminado no último minuto do jogo de volta após gol de Marcelo Moreno. Nas oitavas de final o encontro foi com o Barcelona e o tricolou conseguiu avançar com um placar agregado de 3 a 1. A eliminação veio nas quartas de final diante do Millionarios – vitória por 1 a 0 no Olímpico e derrota por 3 a 1 em Bogotá. O campeão seria o São Paulo em um jogo tumultuado contra o Tigre, no Morumbi.

Foto: Divulgação/ Grêmio

Com a vaga para a pré-libertadores garantida o Grêmio encerrou o ano inaugurando sua nova casa, a Arena do Grêmio, em um amistoso contra o Hamburgo, o mesmo adversário do mundial de Tóquio em 1983. O placar também foi o mesmo de 29 anos antes, 2 a 1 para os tricolores brasileiros. A cobertura da festa de inauguração pode ser acompanhada por aqui. O ano encerrou com a posse do novo presidente, Fábio Koff, e a chegada dos reforços Dida e William José. Mesmo sem títulos o ano foi positivo para o tricolor.

@Simulações

 

Sair da versão mobile