- Grêmio, Notícias

Grêmio vence o Nacional e larga bem na Libertadores

O Grêmio iniciou bem a competição mais importante do continente. Apesar da pressão da torcida uruguaia no Gran Parque Central, o clube brasileiro conseguiu se impor e venceu o Nacional por 1 a 0, gol de Riveros, aos 23 minutos da etapa complementar. Com o resultado, a equipe soma os primeiros três pontos na Libertadores, fundamentais em um grupo no qual há ainda Newell’s Old Boys e Atlético Nacional.

O jogo começou truncado, com cara de Libertadores. Com três volantes e apenas Zé Roberto na armação, o Grêmio tinha bastante posse de bola, tocava de um lado para o outro, mas não conseguia furar o bloqueio do Nacional. Participativo, Luan tentava encontrar brechas no sistema defensivo uruguaio, mas apenas Wendell conseguia acompanhar o ritmo do atacante. Apesar do domínio de bola, o Nacional que teve as melhores oportunidades na primeira etapa. De Pena arriscava seguido de fora da área, sempre levando perigo. O Grêmio respondeu com Zé Roberto, em chute forte, defendido pelo goleiro Munúa. Mas o Nacional voltou a assustar. Na melhor oportunidade da equipe, Cruzado ficou cara a cara com Marcelo Grohe, mas, bloqueado por Pará, chutou mal, pela linha de fundo. O Grêmio mantinha o controle do jogo, mas sem adentrar na área adversária. O primeiro tempo terminou empatado, mas com o Nacional levemente melhor.

Logo no começo da segunda etapa, um susto. Em cobrança de escanteio, logo no primeiro minuto, Scotti cabeceou e Marcelo Grohe fez uma defesa espetacular. Parecia que os uruguaios continuariam superiores na partida, mas foi só. Depois, o Grêmio passou a ter o controle das ações do jogo. Com maior posse de bola, o Tricolor se manteve tranquilo e, apesar dos torcedores do Nacional cantarem o tempo inteiro, parecia que os gaúchos jogavam em casa. Barcos tentou duas vezes de fora da área, mas não levou muito perigo. Impetuoso, Luan seguia incomodando a zaga uruguaia. Já o Nacional mal conseguia atacar o Grêmio, que, além dos três volantes, tinha Rhodolfo e Werley segurando lá atrás. Com Zé Roberto apagado, coube aos volantes gremistas criarem. Riveros jogava pela esquerda com Wendell, e Ramiro se aproximava de Pará. E foi pela direita que surgiu o gol gremista. Após um passe de Pará, Barcos tocou para Ramiro, que cruzou na medida para Riveros, camisa 16, marcar de cabeça o gol da vitória.

A partir daí, o Nacional passou a ter o domínio do jogo e o Grêmio passou em apostar em contra-ataques. Logo após o gol, Luan deu excelente passe para Barcos, mas o Pirata não aproveitou a chance. O Nacional foi pro tudo ou nada, alçando várias bolas na área do Grêmio, mas nenhuma fez efeito. O Grêmio estreou com vitória na Libertadores. E, no grupo mais difícil da competição, ganhou moral para enfrentar o Atlético Nacional no próximo dia 25, na Arena do Grêmio.

 

Escrito por Pedro Zandomeneghi

Leia outras publicações de Pedro Zandomeneghi

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.