- Internacional, Notícias

Inter sofre, mas bate o Brasil de Pelotas no Beira-Rio

A chuva atrapalhou – e muito – a partida que foi tratada apenas como o segundo evento teste após a reforma do Beira-Rio. O jogo entre Internacional e Brasil de Pelotas, primeiro e segundo colocados do grupo A respectivamente, foi de muitas chances perdidas para os dois lados e pouca qualidade técnica, mas o Inter acabou levando a melhor no final do jogo, vencendo por 1 a 0, com gol de Wellington Paulista.

A troca de passes do Internacional no início do jogo intimidou o Brasil. Apesar disso, o primeiro chute a gol foi dos visitantes, mas a bola apenas passou por cima do gol de Dida. O Inter pressionava, mas a zaga pelotense afastava o perigo, raramente saia do seu campo de defesa. A primeira conclusão do Inter veio aos 16 do primeiro tempo, com D’Alessandro, pela direita. No minuto seguinte, os visitantes apostaram no contra-ataque. Alex Amado saía na cara do gol, mas a bola ficou com Dida. Aos 18, Alex driblou o lateral adversário, porém, chutou por cima do gol. Com 21 minutos de jogo, o time de Pelotas já subia mais para o ataque. Cleiton cobrou escanteio, Léo Dias desviou e a bola sobrou para Alex Amado, que tentou uma meia-bicicleta. A bola foi, novamente, para fora.

O primeiro cartão da partida foi para Willians, que recebeu amarelo por mão na bola. Aos 26, outro cartão amarelo, dessa vez para Evaldo, do Brasil, por ter atingido Rafael Moura sem bola, e o juiz marcou a falta. Alex cobrou no canto e Luiz Müller teve que se esticar para conseguir espalmar, dando um escanteio ao Inter. Na cobrança, outra boa chance para o time colorado. Aránguiz aproveitou a sobra e bateu, mas a bola desviou na zaga adversária. O terceiro amarelo saiu aos 30 minutos, para Washington, e aos 31 D’Alessandro lançou a bola para Aránguiz, que desviou de raspão para fora. Leandro Leite recebeu cartão amarelo por carrinho em Aránguiz, aos 35. Em um raro ataque do Brasil, aos 38, Cleiton quase marcou, mas a bola passou à direita do gol. Com três minutos de acréscimo, o final de um primeiro tempo sem emoções.

O segundo tempo começou animado. Após uma cobrança de falta do meio campo, a bola passou pela defesa do Inter e chegou em Fernando Cardozo, que estava livre dentro da área, mas o zagueiro cabeceou pra fora, perdendo a chance do jogo. Nos minutos seguintes, o Brasil conseguia atacar mais do que na etapa inicial, mas pecava nas finalizações. Aos 10 minutos, o Xavante reclamou de pênalti não marcado, mas o juiz mandou seguir. Dois minutos depois, Alex Amado invadiu a área e chutou em cima de Dida, salvando o Inter. Aos 15, sendo dominado pelo time visitante, Abel Braga fez as primeiras substituições da partida. Tirou Alex para a entrada de Alan Patrick e Jorge Henrique para a entrada de Otávio. A primeira substituição do Brasil veio em seguida, com a saída de Léo Dias para a entrada de Dinei. Aos 22, o árbitro Márcio Chagas expulsou o técnico Rogério Zimmermann, que se recusou a sair. A brigada foi acionada e o jogo voltou, e D’Alessandro, aproveitando, quase marcou para o Inter. Ele bateu direto e o goleiro Luiz Müller espalmou. Na sequência, Fabrício perdeu outra boa chance, com nova defesa de Luiz Müller.

O Internacional voltou a ter mais controle sobre a partida em torno dos 30 minutos do segundo tempo, mas ainda não finalizava bem. A última substituição colorada foi a troca de Gilberto por Wellington Paulista. E as chances desperdiçadas não paravam. Até que, aos 38, Wellington Paulista marcou o seu primeiro gol com a camisa colorada e o primeiro e único gol da partida após passe de Fabrício. O Brasil fez a sua segunda substituição após o gol. Alex Amado deu lugar a Ricardo Schneider, mas a mudança não surtiu efeitos e o placar permaneceu o mesmo até os 49 minutos. Com essa vitória, o Internacional conquistou a classificação matemática para a próxima fase do Gauchão.

O próximo desafio do Inter é contra o São José, dia 05/03, às 19h30, com local a ser definido. O Brasil de Pelotas visita o Novo Hamburgo no mesmo dia, às 20h30, no estádio do Vale.

Escrito por Nathaly Miranda

Leia outras publicações de Nathaly Miranda

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.