- Internacional, Notícias

Nilmar marca, defesa falha duas vezes e Inter perde para o Corinthians

Um Beira-Rio lotado viu, mais uma vez, a sina do Inter de não vencer as equipes que postulam na parte de cima da tabela. Com duas falhas da defesa, o Corinthians abriu 2 a 0, gols do peruano Guerrero e o zagueiro selecionável Gil fez o segundo, mas também falhou no gol de Nilmar que deu números finais à partida: 2 a 1. O Inter permanece com 50 pontos e agora é 3º colocado do Brasileirão, após a vitória do São Paulo por 2 a 1 no Bahia, na noite de sábado.

Um primeiro tempo movimentado e com chances para os dois lados. A surpresa na escalação ficava por conta de Nilmar e Alisson. Os primeiros lances foram todos do Inter, pressionando, mas a defesa – sempre ela – falhou mais uma vez. Em cruzamento para Guerreiro, único jogador do Corinthians na área, Fabrício não pulou e o peruano dominou de cabeça e estufou as redes. O Inter saiu pressionando mais uma vez em busca do empate, mas em choque de Wellington Silva e Cássio, o goleiro Corinthiano levou a pior e ficou 9 minutos deitado no chão para atendimento. A torcida colorado ficou impaciente e vaiava o jogador. A partida reiniciou e Nilmar quase empatou em bonita virada dentro da área. O árbitro apontou 13 minutos de acréscimo. Nesse tempo, a zaga do Inter falhou mais uma vez. Paulão fez falta em contra-ataque do Corinthians e levou o amarelo. Na cobrança, Gil apareceu livre pra cabecear no canto de Alisson e ampliar o marcador no Beira-Rio. Para desespero dos mais de 30 mil colorados, terminava o primeiro tempo com vantagem dos paulistas no marcador.

Foto: Rodrigo Coca/ Corinthians
Foto: Rodrigo Coca/ Corinthians

Para tentar reverter o placar, o técnico Abel Braga colocou Valdivia no lugar de Alan Patrick.

A pressão era toda colorada na segunda etapa, faltava efetividade. A bola girava de um lado para o outro, mas sem finalizações contra a meta de Cássio. O Corinthians todo fechado não deixava nada passar. A chuva começou a cair no Beira-Rio e os refletores foram ligados. E se a defesa do Inter falhou nos dois gols, Gil quis retribuir e falhou. Cássio deixou escapar e Nilmar marcou. O primeiro do jogador na volta dele colorado.

Na sequência, em escanteio, Alisson saiu de soco, Fabio Santos chutou por cobertura da entrada da área e a bola caprichosamente acertou o travessão. Suspiros da torcida presente no estádio. Paulão sentiu as costas em dividida e voltou no sacrifício para o campo. O Inter tentava pressionar de todas as maneiras no últimos momentos. A bruxa estava solta no final da partida e Alex, Nilmar e Aránguiz sentiram. O caso do chileno pareceu mais grave é o atleta se arrastava em campo com uma (possível) lesão muscular. Guerreiro segurava a bola no campo de ataque e Mano Menezes pedia calma aos jogadores na casamata. O árbitro apitou o final da partida para comemoração do Corinthians que vinha de uma eliminação catastrófica contra o Atlético-MG. Ao Inter, sobra o alento de que não sai do G-4 nessa rodada, mas vê o título cada vez mais distante.

Escrito por Gabriel Corrêa

Estudante de jornalismo.
Leia outras publicações de Gabriel Corrêa

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.