- A responsabilidade social na dupla grenal, Destaque, Reportagens Especiais

O Desejo Azul une voluntários que querem levar alegria às crianças nos hospitais

Por Rogério do Espírito Santo e Thales Barreto

Com cinco anos de atuação, o Instituto Desejo Azul conta com mais de 1100 voluntários envolvidos em ações sociais. “A ideia é unir a paixão pelo Grêmio e a esperança de cura”, conta Eduardo Caminha, Presidente, que se inspirou na ONG norte-americana Make-A-Wish, Faça um Desejo, em português, e na história de um menino com câncer chamado Rafael. “O Make-A-Wish atende desejos de crianças portadoras de 03 a 17 anos de toda a ordem, leva na Disneylândia, dão brinquedos, enfim”, conta ele. Já a história do menino Rafael tocou Eduardo porque cada vez que ele ouvia o hino do Grêmio apresentava melhora. Foi quando ele pensou: “Só um pouquinho, se o Rafael melhora quando escuta o hino do Grêmio e se existe uma instituição, um órgão governamental, enfim, que atende o desejo de crianças e eles melhoram com isso, porque a gente não junta um desejo e o Grêmio?! Estava criado o Desejo Azul”, conta Eduardo. “As pessoas se colocam à disposição para participar e ficam muito contentes em ver a alegria da criançada, que passam por um momento muito difícil na vida, e que vão ter uma palavra de carinho e esperança, ou seja, unindo a paixão pelo Grêmio e, quem sabe, a cura da sua doença”, conta.

O mesmo sentimento faz com que Paola Rossana participe do Instituto Desejo Azul a dois anos e meio. “É uma honra participar porque não tem fins lucrativos. Nós juntamos uma galera, nós fazemos todo o contato para que as pessoas venham conhecer o Instituto”, comenta Paola. Segundo ela, a maior recompensa é ver o sorriso das crianças e dos pais que recebem a camiseta do Desejo Azul com o nome da criança doente. “Não tem o que seja mais gratificante do que ver os olhinhos brilhando das crianças”, conta. “Eles têm um contato, nem que seja momentâneo, de alguém que vai lá e leva felicidade, para eles que estão passando por diversas situações difíceis”, relata Paola.

Para quem quer participar do Desejo Azul, basta ter um tempinho para se dedicar e entrar em contato pelo e-mail contato@desejoazul.org. Mais informações no site http://www.desejoazul.org.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.