- A responsabilidade social na dupla grenal, Destaque, Reportagens Especiais

Solidariedade e paixão pelo clube move os consulados do Internacional

Por Rogério do Espírito Santo e Thales Barreto

Os consulados do Inter são uma fraternidade que acende a chama da paixão pelo clube em vários cantos do mundo. E para celebrar esse elo em comum, esse espírito de torcedor entra em campo também o desejo de ajudar o próximo. “Nós temos consulado na Bahia. Tu não tens ideia do que eles fazem lá. São 270 sócios. Eu estive lá em um jogo e eles juntaram em torno de 500, 600 colorados em um almoço. Toda a semana eles se juntam e fazem arrecadação de alimentos, fazem costelão, se reúnem para ver o jogo. Eles atuam dentro do núcleo deles na comunidade da Bahia. É algo totalmente diferente do que estamos acostumados”, conta Alexandre Ribeiro, que tem a oportunidade de participar desses encontros rotineiramente em todo o Rio Grande do Sul e em diversas regiões do Brasil.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Segundo Ribeiro, cada consulado segue a mesma linha, as mesmas diretrizes, mas têm as suas particularidades, seja no consulado da Alemanha ou na serra gaúcha. É o caso do Consulado Guaíba, que tem um calendário de ações anual, gerenciado a seis anos pelo Cônsul Jackson de Andrades Rocha, com nove anos como integrante. “Nós temos em nosso calendário base a Páscoa Colorada, Campanha do Agasalho, Dia da Criança e Natal Colorado. E ainda surgem algumas situações que nós avaliamos se podemos ajudar. Caso seja possível assim o fazemos”, diz Rocha.

No Dia da Crianças, 12 de outubro, cerca de 100 crianças da escolinha de futebol City foram presenteadas e participaram de recreação com brinquedos infláveis. Ainda em homenagem ao Dia das Crianças, em 19 de outubro, o Consulado Guaíba e a Dell Computadores ofereceram lanches e brinquedos durante um dia todo de divertimento para crianças de 0 a 6 anos da escola Três Patinhos, localizada no bairro São Jorge. A escola pública atende cerca de 150 crianças por dia, em dois turnos. Em 2016, o Consulado Guaíba realizou ainda diversas ações, como a Campanha do Agasalho, que em 19 de junho entregou cerca de 500 peças de roupas usadas para a Sociedade Espírita Discípulos de Cristo e uma rifa beneficente que ofereceu uma camisa do Inter autografada, para ajudar um menino de três anos, portador de uma síndrome rara chamada West. A arrecadação chegou a R$ 3.590,00. Para custear os medicamentos por um tempo até obter a isenção do governo do estado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Consulado Viamão também organiza importantes ações sociais, sob a direção do Cônsul Rafael Morosini Miranda. Entregou 600 quilos de alimentos não perecíveis para a APAE de Viamão em fevereiro deste ano. Na páscoa foi realizada uma ação junto à ong Nosso Crescimento, na Vila Augusta, doando cestinhos com ovos, balas, pirulitos e brinquedos para em torno de 300 e 400 crianças. No inverno rigoroso, o Consulado Viamão se juntou à comunidade e fez a doação de 400 quilos de alimentos não perecíveis e meia tonelada de agasalho, para a creche comunitária Tia Loló, conhecida nas redes sociais. Para o final do ano é esperado o Natal Colorado em Viamão. Sobre a ação que mais marcou, o Cônsul Rafael, que está na ativa desde 2002, diz que todas as ações têm um valor especial, sem destacar uma em especial. “Cada ação tem um sentimento, um valor enorme, independente do número de pessoas ou crianças que estamos ajudando, todas têm um lado emocional e conta o Consulado estar fazendo alguma coisa para ajudar, independente das cores clubísticas, não tem como dizer uma que mais marcou”, explica Rafael. O Cônsul ainda faz um convite a todos que gostariam de participar do Consulado Viamão. Hoje estão com um número reduzido de participantes e abertos para receber todos que desejam celebrar a paixão pelo Internacional e o trabalho social e solidário.

1 thought on “Solidariedade e paixão pelo clube move os consulados do Internacional

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.