- Futebol e Cultura, Notícias

Bola no asfalto: Documentário mostra futebol das ruas

Não há dúvidas de que o futebol envolve hoje transações milionárias, tornando-se algo extremamente rentável. No entanto, o que há de mais fascinante nesse esporte é a possibilidade de adequá-lo às diferentes realidades. Quando a bola começa a rolar, a paixão que o jogo desperta é a mesma, tanto nos grandes estádios quanto na rua.

Leia outros posts sobre Futebol e Cultura

Com base em tal argumento, os diretores Jesse Adang e Syrine Boulanouar realizaram o Bola no Asfalto (Concrete Football, 2016). O documentário francês, disponível na Netflix, deixa evidente que o futebol jogado ruas conta com regras muito particulares.

É interessante destacar que embora as quadras de Paris e redondezas sejam mais bem cuidadas, boa parte desse universo pode ser transposto para as partidas amadoras aqui no Brasil. A tradicional flauta entre os adversários não falta nunca, porém há um respeito que permite que os embates sigam sem a presença de um juiz.

Assim como na modalidade profissional, existe uma preocupação com o corte de cabelo e a cor da chuteira. Vale ressaltar que não são só atletas anônimos que aparecem no Bola no Asfalto. O filme traz depoimentos de vários jogadores consagrados, tipo Ousmane Dembélé, Serge Aurier e Riyad Mahrez, entre outros. A partir dos relatos, é possível perceber que todos iniciaram suas carreiras nas quadras de rua na França. Em comum ainda havia o entusiasmo da torcida e a tentativa reproduzir o que as grandes estrelas faziam.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Claro que a maioria dos jogadores de rua nunca se transforma em futebolista profissional. E essa trajetória é bem mostrada pelos cineastas, que acompanham as crianças que sonham em ser atletas e outros entrevistados mais velhos que sabem que não terão tal oportunidade.

Ainda que chegar a um time profissional seja para uma parcela restrita, no futebol de asfalto há espaço para todos.

Escrito por Marja Camargo

Leia outras publicações de Marja Camargo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.