Foto: Ricardo Duarte/ Inter
- Destaque, Opinião

Da Série B para a Libertadores: a trajetória do Internacional em 2018

No ano que marcou a sua volta a elite do futebol brasileiro, o Internacional encerrou a temporada de 2018 empatando em 1 a 1 com o Paraná, jogando fora de casa. Em um ano que se iniciou sem muitas perspectivas, o colorado terminou na terceira colocação do campeonato nacional e consequentemente garantiu seu retorno a Libertadores após três anos.

Apoie o Conexão Grenal. Entre para o nosso clube.

Odair Hellmann teve o grande desafio de conduzir o Inter em um dos anos que o torcedor começou mais desconfiado. Vice-campeão da Série B, o colorado não aspirava muita confiança da sua torcida logo no início da temporada. Mas o seu inicio de Campeonato Gaúcho animou consideravelmente o seu torcedor. Na primeira fase, o colorado se caracterizou por ser uma equipe de aplicar placares elásticos nos seus oponentes. Tanto que terminou sendo o segundo time que mais fez gols no campeonato (apenas atrás do Grêmio e empatado com o Caxias). No entanto, apesar de alguns pontos positivos nessa primeira fase, a colocação do clube não foi tão positiva assim dada toda a sua estrutura. E assim como o seu arquirrival (que mais tarde se tornou campeão), os vermelhos não terminaram na liderança do torneio. A terceira colocação conquistada pelo Inter, combinada a sexta colocação do Grêmio, proporcionaram um duelo precoce entre ambos já nas quarta de final.

Foto: Ricardo Duarte/ Inter

No primeiro jogo, um show gremista diante da sua torcida. O tricolor aplicou 3 a 0 jogando na Arena. Já no jogo da volta, o colorado apresentou uma postura muito mais propositiva e venceu com uma grande atuação. Porém, o placar de 2 a 0 não foi suficiente para que o clube do Beira-Rio pudesse avançar de fase. Apesar da eliminação ter sido sentida, para o torcedor do Inter, o time encerrava a sua trajetória de “cabeça erguida” por ter conseguido superar o rival.

Confira as noticias sobre o Inter

Dias depois após a sua desclassificação do campeonato estadual, o Internacional voltava as suas atenções para a Copa do Brasil. Torneio esse que seria a chance de redenção do colorado no primeiro semestre do ano. Mas, infelizmente, os comandados de Odair Hellmann estavam prestes a amargurar a segunda eliminação em 29 dias. Até essa partida que culminou na sua desclassificação da Copa BR, o Inter vivia um momento interessante. Nos seus últimos dois jogos, havia vencido o Vitória pelo confronto de ida da Copa do Brasil por 2 a 1, e mais além venceu o Bahia por 2 a 0 na estreia do clube no Campeonato Brasileiro.

No entanto, dia 20 de abril essa sequência positiva foi interrompida. Jogando no Barradão, o Vitória superou o colorado por 1 a 0 e nos pênaltis venceu os porto alegrenses por 4 a 3. Após a partida, o Presidente do Inter, Marcelo Medeiros, ressaltou a sua indignação com a desclassificação na quarta fase da Copa do Brasil, mas destacou o fato do time estar em um processo de reconstrução depois de tudo que ocorreu em 2016 e 2017.

Foto: Ricardo Duarte/ Inter
Foto: Ricardo Duarte/ Inter

Agora sem mais nenhuma competição em paralelo, o Internacional agora tinha apenas o Campeonato Brasileiro pela frente. O momento era de esquecer os recentes insucessos e se fortalecer para o longo campeonato nacional. Odair pregava que o atual momento colorado proporcionaria momentos doloridos (a exemplo das recentes eliminações), mas que a equipe precisaria ganhar “casca” e “experiência” para que pudesse estar fortalecido para os seus próximos desafios. E mesmo sem a conquista do Brasileirão, parece que o discurso do treinador após a eliminação diante do Vitória serviu como filosofia para o colorado no campeonato nacional.

O time que era cravado por muitos como um postulante ao rebaixamento, ou no máximo capaz de alcançar a zona da Copa Sul-Americana, chegou a ser líder do torneio e terminou como o terceiro colocado. Consolidado no G4, o colorado disputou o título enquanto pôde. Mas velhos erros como perder pontos para equipes de menor porte, fizeram o time se atrasar bastante na disputa pela taça.

A Tabela do Brasileirão 2018

O ano de 2018 pode ter sido decepcionante para o torcedor colorado devido a ausência de títulos. Mas ver uma equipe que passou por maus bocados nos últimos dois anos, agora estar entre os três melhores de um campeonato tão extenso e disputado, é algo a ser saudado. Agora o Internacional retorna a Libertadores e ao mesmo tempo verá a exigência do seu torcedor aumentar novamente!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.