Brasil: Derrota amarga e adeus à Copa da França

brasil-franca-2019-1.jpg

Foto: Divulgação/ Fifa

Não faltou luta, mas a participação do Brasil na Copa do Mundo se encerrou na tarde desse último domingo. Em jogo difícil, a Seleção levou a pior diante da França no tempo extra da disputa. O 2 a 1 sacramentou a eliminação das brasileiras nas oitavas de final do torneio.

Quis o destino que o Brasil encarasse logo de cara a França no inicio das fases finais. A Seleção anfitriã chegou nesse mundial como uma das mais cotadas ao título. E nessa última partida pudemos notar o porquê. Intensas, as francesas partiram para o ataque desde o inicio. Ditaram o ritmo do jogo. Ainda sim custou para que o primeiro arremate fosse contabilizado na partida. Mesmo com muitas avanços, a equipe da casa não concretizava nada em chances claras de inicio. Tanto que a primeira finalização foi brasileira. Porém ainda sim o ritmo acelerado do time mandante as colocavam em vantagem. Principalmente por avanços promovidos pela atacante Diani. Incansável e habilidosa, ela deu trabalho ao lado esquerdo brasileiro defendido por Tamires. Por esse setor que originou-se o primeiro tento francês.

Como mencionei no inicio do texto, não pode-se dizer que não houve entrega por parte do time brasileiro. Atuando na base do contra-ataque, a Seleção treinada por Vadão seguiu com o seu característico estilo de exploração dos flancos do campo. Isso acabou por tornar novamente Debinha com uma das principais protagonistas de mais um jogo brasileiro. A camisa 9 se entregou demais nas quatro linhas. A partir dela muita coisa boa foi criada. O gol de empate inclusive. Que terminou na finalização de Thaisa.

Foto: Divulgação/ Fifa
Foto: Divulgação/ Fifa

Após muita disputa técnica e tática, era natural que em algum momento esses recursos fossem deixados de lado a medida o tempo fosse encurtando, e ambas equipes necessitassem de apenas um gol para avançar de fase. Através disso que podemos salientar o preparo físico das atletas que estiveram envolvidas nesse intenso confronto. A Seleção Brasileira mesmo com a sua deficitária preparação física para o torneio – analisando principalmente pelas jogadoras que perdemos antes e durante a competição – não ficou tão atrás da França assim. Marta e companhia correram muito. Brigaram até o final. Muito mais na base da vontade do que na técnica. Debinha seguiu correndo como nunca. Arrisco dizer que ela pode ser considerada a melhor jogadora brasileira na Copa inteira. A mineira chegou a ter a bola do jogo, mas teve seu gol sendo tirado pela defesa francesa praticamente em cima da linha.

Apesar de tudo, ficou evidente que fisicamente a situação estava muito melhor para as anfitriãs. Mesmo sem aquela mesma intensidade, o jogo seguia fluindo melhor para as oponentes. Os avanços ao ataque fluíam com mais naturalidade. O esforço parecia ser menor para isso. Mas ainda sim o gol francês não saiu com bola rolando, mas sim na bola parada. Onde, infelizmente, as brasileiras marcaram passo novamente. Sacramentando assim a sua eliminação com aquele gol de Henry…

Foto: Divulgação/ Fifa
Foto: Divulgação/ Fifa

Eliminações são difíceis. Por mais que se queira utilizar de um discurso reconfortante, a vitória sempre será o que interessa. Mas ainda sim, mesmo sem ela, não quer dizer que nada de bom foi feito. As mulheres brasileiras merecem sim um reconhecimento por tudo que fizeram neste mundial. Jogaram até mais do que se esperava. Principalmente se lembrarmos que essa equipe chegou a Copa com uma vasta sequência de derrotas anteriormente. Muito disso por conta do baixo investimento que se dá em preparo para essas esportistas, proporcionando preparações físicas pífias, que nos deixam longe de ter nossas principais atletas com 100% de condições. Fora isso, méritos a França também, é claro. Fizeram por merecer e chegam com um gás muito grande nas quartas de final.

Não faltou luta. Dias melhores devem chegar. Que para os jogos olímpicos de 2020, tudo que desagregou possa não fazer mais parte dessa brava Seleção. Para cima delas, Brasil!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

voltar ao topo