Inter larga em desvantagem na final da Copa do Brasil

cropped-athletico-pr_inter_copadobrasil-2.jpg

O Inter foi superado pelo Athletico Paranaense na noite desta quarta-feira pela partida de ida da Copa do Brasil. A volta acontece na próxima semana, no Beira-Rio. O Inter precisa de uma vitória para ficar com o caneco, uma vitória simples leva o jogo para as penalidades.

Apoie o Conexão Grenal. Entre para o nosso clube.

Não tivemos um grande primeiro tempo. O Athletico Paranaense teve mais volume de jogo, mais posse de bola, mas criou muito pouco com perigo contra a meta de Lomba. O Inter administrava o zero a zero e subia com algum perigo através de Nico López. Foi assim aos 21’ quando Santos defendeu sem maiores dificuldades.

No lance mais agudo do Inter no primeiro tempo, Guerrero disputa a bola com Robson Bambu, mas não consegue superar Santos. Rony ainda tentou um voleio, porém isolou a pelota. O Athletico Paranaense teve mais posse de bola, mas pecou muito nas finalizações e não assustou Lomba.

Na etapa final o jogo ficou mais interessante. Logo aos 8′ Edenilson teve oportunidade de abrir o marcador, mas a pelota acabou desviando e se perdendo pela linha de fundo. Com 11′ Tiago Nunes fez a primeira alteração do encontro. Sacou Léo Cittadini e colocou Thonny Anderson.

Curiosamente no minuto seguinte a defesa do Inter falhou e, trocando passes o time da casa conseguiu chegar ao gol do cotejo. Marco Ruben tentou acionar Bruno Guimarães, a defesa desviou e a bola acabou sobrando para o próprio Marco Ruben que alimenta Guimarães, o meia conclui em gol e marca.

Leia todas as notícias da Copa do Brasil 2019

Depois da abertura do placar o jogo voltou a ficar truncado. O Inter parecia satisfeito com a derrota pelo placar mínimo, já os paranaenses demonstravam receio de apertar e buscar o segundo gol. Aos 18′ Odair sacou Nico para a entrada de Welligton Silva.

Tiago Nunes mudou aos 21′, tirando Marco Ruben e colocando Marcelo Cirino. Lomba fez sua grande defesa aos 27′, em uma finalização de Rony. O arqueiro colorado defendeu com uma só mão, espetacular. No minuto seguinte Nonato entrou na vaga de Edenilson, mesmo com Patrick fazendo uma péssima atuação.

Saiba as últimas notícias do Inter

Lindoso teve a chance do Inter aos 30′, mas Santos fez um milagre. Na repetição deu para ver que quem completou a jogada foi o defensor Wellington. Bom momento colorado. D’Alessandro ainda tentou mais tarde, mas o chute saiu sem direção. Na última alteração o argentino camisa 10 saiu para a entrada de Sobis. O “homem Libertadores” teve uma boa chance já aos 44′, entretanto o placar não sofreu alterações.

Na próxima semana o Inter precisa vencer por 2 gols de diferença para levar o caneco. Vitória colorada por um tento leva o cotejo para os penais. Empate ou nova vitória do Athletico leva a taça para o Paraná.

Thales Barreto

Thales Barreto

Sou Thales Barreto e tenho 33 anos. Me formei em jornalismo pela Famecos/ PUCRS em 2009. Atualmente faço pós graduação em Influência Digital: Conteúdo e Estratégia pela PUCRS.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

scroll to top