Grêmio: o que mudar para 2020?

renato-coletiva-mundial-1.jpg

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

A temporada ainda não acabou, mas após a goleada Flamenguista diante do tricolor é natural que tanto o torcedor quanto o clube como instituição já estejam com a cabeça em 2020. Faltando 11 rodadas para o final do brasileirão, o Grêmio terá que correr contra o tempo visando ingressar na zona de classificação para a Libertadores do ano que vem. A missão não será fácil, mas esse pedaço que resta de 2019, já engloba o planejamento gremista para o ano posterior.

Apoie o Conexão Grenal. Entre para o nosso clube.

O ato de perder em si para o Flamengo não seria algo vexatório. Mas a forma que foi sim. O time de Jorge Jesus foi soberano sobre o clube gaúcho. O 5 a 0 desta noite serviu para evidenciar pontos fracos que o Grêmio precisa urgentemente modificar para temporada que vem. Pontos esses que se traduzem especificamente em peças da equipe que já não mais justificam as suas utilizações.

Seja por convicção do treinador, ou falta de alternativas, não é plausível que certas questões continuem iguais no time tricolor depois de sucessivos resultados e acontecimentos que mostram que determinados caminhos escolhidos não tem se mostrado favoráveis. É preciso saber a hora de mudar e abdicar de velhas certezas que poucos benefícios tem trazido ao clube como um todo.

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

Um dos nomes inexplicáveis na titularidade deste Grêmio eliminado nas semis da Libertadores é André. Contratado a peso de ouro, o atacante atravessou mais maus do que bons momentos na equipe. Em 2019, chegou a ter boas contribuições. Tendo um papel mais propriamente dito de garçom do que goleador. Mas nem essa boa fase prosseguiu. A verdade é que André nunca conseguiu ser no Grêmio aquilo que se esperava: um fazedor de gols. Entre Brasileirão e Libertadores, o atleta amarga a marca de apenas quatro tentos na temporada. Dois em cada torneio. Marca extremamente inaceitável para um jogador que carrega a responsabilidade de ser o principal finalizador da equipe.

A utilização de André na temporada seguinte precisa ser imediatamente repensada. O Grêmio tem condições de almejar opções melhores no mercado, ou até mesmo buscar a promoção de algum garoto das categorias de base. A escalação de André não há mais nenhum porquê que a justifique. Renato tem muita moral com a torcida, mas para certas questões a paciência tem fim. E essa é uma delas. André se mostrou inoperante. E oportunidades não faltaram para que ele provasse o contrário.

Relembre a campanha do Grêmio na Libertadores 2019

Outro setor que carece de mudanças e acréscimos pontuais é a defesa gremista. Principalmente quando falamos da meta tricolor. Paulo Victor se mostra cada vez menos preparado para ser o camisa 1 da equipe. Isso não significa que o atual arqueiro do clube seja péssimo. Mas passa por um momento de deficiência técnica grande. E para jogar numa equipe com a grau de exigência que é o Grêmio, se torna necessário muito mais que isso. Ainda mais quando você tem a meta de suprir a ausência de um goleiro do calibre de Marcelo Grohe, multi campeão com o tricolor.

O clube precisa buscar um goleiro de repertório e virtudes semelhantes ao seu antigo titular. Caso não seja via contratação, que busque seu novo protetor na base. Phelipe Megiolaro pede passagem. Tem no seu currículo uma titularidade absoluta no Grêmio Sub-20, convocações para a seleção brasileira da categoria e até mesmo uma para a seleção principal comandada por Tite. Vejo que a sua hora está chegando!

Foto: Reprodução/ Twitter @megiolaro01
Foto: Reprodução/ Twitter @megiolaro01

Não são drásticas as mudanças que o Grêmio precisa para o ano seguinte. A derrota de 5 a 0 para o Flamengo foi vexatória, mas não é para terra arrasada. A boa estrutura gremista segue, e o saldo geral ainda está longe de ser péssimo apesar da ausência de uma taça de relevância na temporada. Mas esse é um pequeno hiato para um clube que vem conquistando títulos desde 2016.

2020 está logo ali, mas a cabeça ainda precisa estar em 2019 também. Agora o tricolor gaúcho precisa juntar os cacos, e se remobilizar para entrar nos eixos e buscar o G4 do Brasileirão. O mesmo material humano que vinha fazendo sucesso até agora, certamente não passou a valer nada. Por isso, ainda é possível sim pensar em um Grêmio mobilizado pelo objetivo que lhe restou nesta temporada de 2019.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

voltar ao topo